Objetivo

Esta chamada pública teve por objetivo financiar, no âmbito do Fundo de Estruturação de Projetos (BNDES FEP),  a realização de estudo técnico de análise e avaliação da mobilidade urbana na Região Metropolitana da Grande Florianópolis, Estado de Santa Catarina, sugerindo soluções integradas de transporte que agilizem e racionalizem o tráfego de pessoas e cargas, de modo a que alcancem os melhores padrões em termos de eficiência operacional, uso da infraestrutura existente e qualidade na prestação de serviços, apresentando elementos de subsídio ao planejamento, formulação e implantação de políticas públicas que visem à melhoria das condições de vida da população com redução nos tempos de deslocamento e preços e tarifas que se adequem ao perfil dos usuários, dentre outros aspectos relevantes.

Resultado

Como resultado, foram concluídos os seguintes estudos:

Cronograma

Procedimento Prazo
Divulgação da Chamada Pública 9 de maio de 2013
Sessão de esclarecimento de dúvidas   16 de maio de 2013
Entrega da(s) Consulta(s) Prévia(s) Prorrogada até 24 de junho de 2013

A sessão de esclarecimentos de dúvidas foi realizada entre 10h e 13h, no escritório do BNDES no Rio de Janeiro, à Av. República do Chile, 330, Torre Oeste - 9º. Andar, sala 901.

Avaliação das propostas

As Consultas Prévias recebidas foram pré-avaliadas quanto à adequação às normas operacionais do BNDES e aos critérios objetivos de elegibilidade. Em seguida, foi formado um Comitê Consultivo, composto por funcionários de carreira do BNDES e por representantes da SC Parcerias, Secretaria de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis e dos principais municípios envolvidos. A avaliação deste Comitê se deu de acordo com os seguintes critérios técnicos:

  1. Experiências da Proponente
    • Experiências recentes como integrador/gestor de estudos de grande porte no Brasil
    • Projetos ou Estudos de Mobilidade Urbana no Brasil
    • Projetos ou Estudos de Mobilidade Urbana no exterior
    • Projetos e Estudos Urbanísticos
    • Modelagem econômica
    • Logística
    • Legislação de Uso do Solo
    • Legislação ambiental
  2. Capacidade de articulação para a obtenção de informações necessárias à realização dos estudos técnicos
  3. Experiências da equipe dedicada que será alocada aos estudos
    • Experiência do coordenador em gestão de projetos de grande porte
    • Experiência do coordenador em projetos de mobilidade urbana e urbanismo
    • Demonstrar experiência da equipe em atuação em estudos de grande porte
    • Experiência da equipe em projetos de mobilidade urbana de cidades médias e grandes
    • Experiência da equipe em pesquisas de campo (entrevistas, questionários, análise e compilação)
  4. Entendimento do projeto e seus objetivos (Visão abrangente)
    • Compatibilidade entre a proposta e o tema
    • Visão abrangente e de longo prazo
    • Conhecimento das alternativas de solução
    • Noção da Demanda e do cenário socioeconômico
    • Conhecimento da Infraestrutura Atual (Vias e Meios de Transporte) e Gargalos Existentes
    • Conhecimento dos vetores de desenvolvimento da região
    • Conhecimento dos aspectos Ambientais
  5. Metodologia dos estudos
    1. Caracterização da demanda (volume, origem-destino, tempos, vias e modais atuais, diagnóstico dos problemas operacionais e de gestão)
      • Método e objetos da pesquisa documental (o quê, onde, como, análise e resultados esperados)
      • Método e objetos da pesquisa de campo (o quê, onde, quem, amostragem, análise e resultados esperados)
    2. Avaliação da infraestrutura viária, meios/modais e polos de impacto na mobilidade existentes
      • Sistema viário: pontes, vias, terminais rodoviários e marítimos
      • Meios de transporte público em operação (tipo, volume, capacidade, abrangência e frequência)
      • Polos de atração de tráfego: prédios públicos, centros comerciais, hospitais, escolas, e outros
    3. Proposição de Diretrizes para Implantação de Soluções
      • Proposição de soluções para uso do solo
      • Proposição de soluções de melhorias nos acessos e vias terrestres e marítimas
      • Proposição de soluções de melhorias no transporte público (novos modais e existentes)
    4. Escolha das Propostas de Solução
      • Critérios e premissas para escolha das soluções melhores e mais viáveis
  6. Plano de trabalho
    • Qualidade organizacional da equipe
    • Adequação do total de homens-horas da equipe dedicada
    • Bases de dados utilizadas
    • Adequabilidade da gestão do plano de trabalho e RAcs
    • Clareza na definição do cronograma detalhando eventos, produtos, e, se for o caso, atribuições de cada consorciada
    • Custo x Benefício da Proposta
  7. Caráter inovador

 

Mais informações