Os agentes operadores são responsáveis por captar os recursos ao Microcrédito junto ao BNDES e repassá-los aos microempreendedores.

Os agentes operadores podem ser de 1º ou de 2º piso.

1º Piso: Instituições de Microcrédito Produtivo Orientado (IMPO), que atuam diretamente com o microempreendedor.

2º Piso: Agentes de Intermediação (AGI), que repassam recursos para agentes de 1º Piso (IMPO).

Os agentes financeiros credenciados no BNDES a operar suas linhas e programas de financiamento também podem funcionar como agentes operadores do BNDES Microcrédito.

Projetos financiáveis

Serão apoiados projetos que utilizem o microcrédito como instrumento de inclusão social, complementação de políticas sociais e/ou de promoção do desenvolvimento local.

Tipos de agentes operadores de microcrédito

A tabela a seguir mostra quais instituições podem ser agentes operadores de microcrédito e quais deles podem ser de 1º piso, de 2º piso ou de ambas as modalidades.

Classificação dos agentes operadores
  1º piso 2º piso
Agências de fomento x x
Instituições financeiras públicas ou privadas x x

Cooperativas centrais de crédito

 

x

Cooperativas singulares de crédito

x

 

Bancos cooperativos

 

x

Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP)

x

 

Sociedades de Crédito ao Microempreendedor (SCM - 1º piso)

x

 

Veja: Agentes operadores de microcrédito de 1º piso e agentes operadores de microcrédito de 2º piso.

Condições financeiras

As condições variam de acordo com o relacionamento do agente com o BNDES (credenciado ou não).

Subprograma BNDES Microcrédito - Agentes Financeiros

Este subprograma é destinado às instituições financeiras já credenciadas no BNDES a operar as linhas e programas do Banco.

As condições a seguir são referentes ao financiamento direto do BNDES ao agente financeiro credenciado. A taxa de juros e o valor do apoio oferecido ao microempreendedor são determinados pelo agente operador, de acordo com limites preestabelecidos.

Taxa de Juros
  • Agentes operadores de 1º Piso: Custo Financeiro + Remuneração do BNDES.
  • Agentes operadores de 2º Piso: Custo Financeiro.

Custo Financeiro

Taxa de Juros de Longo Prazo - TJLP.

Remuneração do BNDES

0,9% ao ano (cobrada apenas para agentes de 1º piso).

Nível de participação

Até 85% dos recursos destinados exclusivamente ao Fundo de Microcrédito constituído pelo agente operador.

Prazo de financiamento
  • Agentes operadores de 1º Piso: Até 6 anos, com até 3 anos de carência.
  • Agentes operadores de 2º Piso: Até 8 anos, com até 5 anos de carência.
Valor do Financiamento Mínimo

R$ 1 milhão.

Valor do Financiamento Máximo

Definido com base no limite de crédito definido pelo BNDES.

Subprograma BNDES Microcrédito - Agentes Operadores

Este subprograma é destinado aos agentes financeiros não credenciadas no BNDES a operar as linhas e programas do Banco. Confira mais informações sobre como se credenciar.

As condições a seguir são referentes ao financiamento direto do BNDES ao agente financeiro. A taxa de juros e o valor do financiamento oferecido ao microempreendedor são determinados pelo agente operador, de acordo com limites pré-estabelecidos.

Taxa de Juros
  • Agentes operadores de 1º Piso: Custo Financeiro + Remuneração do BNDES.
  • Agentes operadores de 2º Piso: Custo Financeiro.

Custo Financeiro

Taxa de Juros de Longo Prazo - TJLP.

Remuneração do BNDES

0,9% ao ano (cobrada apenas para agentes de 1º piso).

Nível de participação

Até 85% dos recursos destinados exclusivamente ao Fundo de Microcrédito constituído pelo agente operador.

Prazo de financiamento
  • Agentes operadores de 1º Piso: Até 6 anos, com até 3 anos de carência, podendo esta ser prorrogada, por mais 3 anos.
  • Agentes operadores de 2º Piso: Até 8 anos, com até 5 anos de carência.
Valor do Financiamento Mínimo
  • Agentes operadores de 1º Piso: R$ 500 mil.
  • Agentes operadores de 2º Piso: R$ 1 milhão.
Valor do Financiamento Máximo

Definido com base no fator de alavancagem global, determinado por metodologia de análise de agentes operadores e limitado a cinco vezes o patrimônio líquido da instituição.

Considerações Adicionais

  • Os Agentes operadores de Microcrédito que desejarem operar o BNDES Microcrédito deverão estar devidamente habilitados perante o Ministério do Trabalho e Emprego no âmbito do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO).
  • As condições de financiamento entre os Agentes operadores de 2° piso e de 1° piso serão negociadas entre as partes, respeitando o custo financeiro mínimo equivalente à TJLP.
  • O Agente operador deverá pagar juros mensais sobre o valor do financiamento, inclusive durante o prazo de carência.

Encaminhamento

Agentes operadores credenciados no BNDES

As solicitações deverão ser encaminhadas ao BNDES por meio de Ficha de Reserva de Crédito para Microcrédito (XLS - 69 kB) para o endereço:

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES
Área Agropecuária e de Inclusão Social - AGRIS
Departamento de Economia Solidária - DESOL
Av. República do Chile, 100 - Protocolo - Térreo
20031-917 - Rio de Janeiro - RJ

Agentes operadores não credenciados como agentes financeiros do BNDES

As solicitações deverão ser encaminhadas ao BNDES por meio de Consulta Prévia (DOC - 112 kB), juntamente com os dados econômico-financeiros (XLS - 36 kB) e  ainda, se for o caso, do Anexo Específico para as Cooperativas de Crédito (XLS - 22 kB), para o endereço:

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES
Área de Planejamento - AP
Departamento de Prioridades - DEPRI
Av. República do Chile, 100 - Protocolo - Térreo
20031-917 - Rio de Janeiro - RJ

Veja Também