05/10/2011

• Recursos do Banco Europeu de Investimento irão para projetos de eficiência energética e energias renováveis

O Banco Europeu de Investimentos (BEI) concedeu empréstimo de 500 milhões de euros ao BNDES. O contrato foi assinado nesta quarta-feira, 5, em Bruxelas, e estabelece que os recursos devem ser utilizados em projetos de energia renovável, apoiando ações que busquem reduzir as emissões de gases causadores do efeito-estufa e mitigar as mudanças climáticas.

Também devem ser contemplados projetos com foco no aumento da eficiência energética, inclusive em instalações industriais, em sistemas de aquecimento e refrigeração e em geração de energia. Podem ser apoiados, ainda, investimentos de adaptação à mudança climática.

A linha do BEI de Mitigação da Mudança Climática no Brasil oferecerá crédito para investimentos de pequeno e médio portes. Serão concedidos empréstimos para até 25 projetos nos seguintes setores: energia e eficiência energética — incluindo pequenas centrais hidrelétrica (PCHs, de até 30MW) —, usinas alimentadas a biogás ou biomassa, hidrelétricas de médio porte e parques eólicos, bem como fábricas de equipamentos relacionados a energias renováveis. De acordo com as regras do contrato, o BNDES selecionará de sua carteira os projetos passíveis de apoio, submetendo-os ao BEI.

O empréstimo está sendo concedido com parte dos 4,5 bilhões de euros disponíveis na linha Sustentabilidade Energética e Segurança de Abastecimento (ESF, na sigla em inglês). Esta é a primeira operação da referida linha feita no Brasil, e a primeira operação do BEI com o BNDES, que repassará os recursos da instituição européia aos tomadores finais.