Perguntas

  1. Quais itens podem ser financiados?
  2. Quem pode obter o financiamento?
  3. Onde o financiamento pode ser obtido?
  4. O BNDES Procaminhoneiro é direcionado exclusivamente ao segmento de transporte rodoviário de carga?
  5. Poderão ser financiados equipamentos usados alienados por pessoas físicas?
  6. Quais são os procedimentos para encaminhar um pedido de financiamento?
  7. Quais são os requisitos mínimos para pleitear o financiamento?
  8. Qual o fluxo das operações de financiamento?
  9. Quais garantias podem ser oferecidas?
  10. Qual o custo do financiamento?
  11. Qual o prazo total do financiamento?
  12. Qual a periodicidade dos pagamentos?

 

Respostas

1. Quais itens podem ser financiados?

  • equipamentos novos: caminhões, chassis, reboques, carretas e carrocerias para caminhões, cadastrados no BNDES;
  • equipamentos usados: caminhões, chassis, reboques, carretas e carrocerias para caminhões, que, no ano de apresentação do pedido de financiamento ao BNDES, tenham completado até 15 anos, contados a partir do ano de sua fabricação;
  • sistemas de rastreamento novos, cadastrados no BNDES, quando adquiridos em conjunto com equipamentos novos e usados financiáveis; e
  • seguro do bem e seguro prestamista, quando contratados em conjunto com equipamentos novos e usados financiáveis.

 voltar ao topo

2. Quem pode obter o financiamento?

  • pessoas físicas residentes e domiciliadas no país, do segmento de transporte rodoviário de carga, com receita bruta anual de até R$ 2,4 milhões;
  • empresários individuais e microempresas, do segmento de transporte rodoviário de carga, com receita bruta anual de até R$ 2,4 milhões;
  • sociedades de arrendamento mercantil ou bancos com carteira de arrendamento mercantil, devidamente registrados no Banco Central do Brasil e credenciados no BNDES, desde que sejam do segmento de transporte rodoviário de carga e tenham receita bruta anual de até R$ 2,4 milhões.

voltar ao topo 

3.Onde o financiamento pode ser obtido?

Os interessados devem se dirigir a uma Instituição Financeira Habilitada a operar com o BNDES FGI* para a obtenção deste financiamento.

(*) As operações financiadas no âmbito do BNDES Procaminhoneiro contam com garantia obrigatória do BNDES FGI - Fundo Garantidor para Investimentos.
 
voltar ao topo

4. O BNDES Procaminhoneiro é direcionado exclusivamente ao segmento de transporte rodoviário de carga?

Sim. O BNDES Procaminhoneiro foi desenvolvido especificamente para o apoio ao segmento de transporte rodoviário de carga.

Para pleitear o financiamento, o transportador autônomo deverá estar inscrito no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga (RNTRC).

O registro é gratuito e emitido pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) - Tel.: 0800-610300.
 
voltar ao topo

5. Poderão ser financiados equipamentos usados alienados por pessoas físicas?

Sim. Poderão ser financiados equipamentos usados alienados por pessoas físicas, com a identificação do nome e CPF do vendedor. No entanto, somente será financiável a aquisição de carrocerias usadas, em separado de unidades motorizadas, quando a vendedora for pessoa jurídica.
 
voltar ao topo

6. Quais são os procedimentos para encaminhar um pedido de financiamento?

Os interessados devem se dirigir a uma Instituição Financeira Habilitada a operar com o BNDES FGI* para negociar a operação, assim como para verificar quais os documentos e informações necessários para a análise e aprovação do crédito.

A instituição financeira será a responsável pela análise da concessão do crédito, assim como pelo encaminhamento da operação de financiamento ao BNDES, para aprovação e posterior liberação dos recursos.

(*) As operações financiadas no âmbito do BNDES Procaminhoneiro contam com garantia obrigatória do BNDES FGI - Fundo Garantidor para Investimentos.

voltar ao topo

7. Quais são os requisitos mínimos para pleitear o financiamento?

  • As pessoas físicas devem estar inscritas no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga (RNTRC) como transportador autônomo de carga;
  • o veículo a ser financiado deverá estar em situação regular nos órgãos de trânsito competentes;
  • estar em dia com obrigações fiscais, tributárias e sociais;
  • apresentar cadastro satisfatório;
  • ter capacidade de pagamento; e
  • a empresa não deverá estar em regime concordatário ou falimentar.

voltar ao topo

8. Qual o fluxo das operações de financiamento?

Para pleitear o financiamento, o interessado deve se dirigir a uma das  Instituições Financeiras Habilitadas a operar com o BNDES FGI*, de preferência àquela onde já tenha negócios.

É importante, neste contato inicial, identificar o equipamento e respectivo fabricante ou distribuidor, se for o caso, que deseja adquirir, bem como o seu valor.

As instituições financeiras habilitadas, que processam e assumem o risco dessas operações de financiamento, têm suas próprias políticas/normas de concessão de crédito. Seguindo seus padrões de análise de risco, podem aprovar a operação conforme a solicitação de seu cliente ou alterá-la no valor (percentual de participação do financiamento), taxa de juros (parcela referente a taxa de risco de crédito) e prazos, atendidos os limites máximos determinados pelo BNDES, demais normas e regulamentos do BACEN e a legislação aplicável. Definem, também, as garantias da operação*.

Assim como cada banco tem seu procedimento próprio, o tempo para tomar a decisão sobre o crédito é de responsabilidade do banco repassador. Somente após aprovado o crédito, a instituição financeira encaminhará o pedido para a homologação do BNDES, que é realizada em até 5 dias úteis.

Após a aprovação do BNDES, a instituição financeira chamará o seu cliente para contratar a operação. Efetuados os registros contratuais cabíveis, o banco repassador encaminhará ao BNDES a solicitação da liberação do crédito.

Em condições normais de disponibilidade de recursos no BNDES, o prazo para liberação é de até 5 dias úteis depois de protocolada a solicitação pela instituição financeira. Os recursos são liberados à instituição financeira, que os repassará ao fornecedor do equipamento em até 1 dia útil.

(*) As operações financiadas no âmbito do BNDES Procaminhoneiro contam com garantia obrigatória do BNDES FGI - Fundo Garantidor para Investimentos.
 
voltar ao topo

9. Quais garantias podem ser oferecidas?

É obrigatória a garantia do BNDES FGI, sendo necessária  também a constituição da propriedade fiduciária sobre os bens, a ser mantida até final liquidação do contrato.

voltar ao topo

10. Qual o custo do financiamento?

Existem duas opções:

  1. Taxa de juros fixa: 6,0% a.a., além do custo da garantia do BNDES FGI, que na média representa um acréscimo no custo efetivo de 0,18% ao mês.
  2. 2. Taxa de juros variável: Custo financeiro* + Remuneração do BNDES (de 1,0 % a.a) + Taxa de Intermediação Financeira (0,1% a.a) + Remuneração da instituição financeira credenciada (de até 6,0% a.a).

(*) 70% do valor total do financiamento em TJLP e os 30% restantes em TJ-462 ( TJLP + 1,0% a.a.).

voltar ao topo

11. Qual o prazo total do financiamento?

Os prazos de carência e de amortização do financiamento do BNDES Procaminhoneiro serão definidos em função da capacidade de pagamento do cliente ou do grupo econômico ao qual pertença ou do arrendatário, respeitado o prazo total máximo de 6 anos.

Já o prazo de carência, quando houver, será de 3 ou 6 meses. Não haverá carência nas operações de arrendamento mercantil.
 
voltar ao topo

12. Qual a periodicidade dos pagamentos?

As amortizações terão periodicidade mensal. Na fase de amortização, os juros serão pagos mensalmente juntamente com as parcelas de amortização. Durante a fase de carência, quando houver, os juros serão pagos trimestralmente.

voltar ao topo